quinta-feira, 24 de julho de 2014

Já sabe o quanto você é especial?



Paz amados (as) como estão?
Obrigado por mais uma vez estar visitando o Blog. Sua presença aqui é o que nos faz permanecermos no propósito.

A reflexão de hoje é:
Você já sabe o quanto é especial?

Não?...
Talvez você esteja passando um momento difícil e isso está ofuscando tudo aquilo que você realmente é.
Pensando bem pode ser que você diga agora: Mas eu estou sozinha (o) e sem ninguém como sou especial?

É simples de te responder, Leia essa história.

Um menino e o relógio

Certo dia  um menino foi até seu pai pedindo dinheiro, pois queria comprar uma pipa para brincar com seus amiguinhos.
Rapidamente seus pai lhe responde que não tem dinheiro algum, e mesmo que tivesse não lhe daria pois as contas do dia a dia são mais importantes do que uma simples pipa.
Aquele menino baixa a cabeça, e com o semblante já triste  começa a se retirar da presença do seu pai. Mas antes  que ele saísse do recinto seu pai lhe chama novamente e diz;
- Olha filho não tenho dinheiro algum mesmo, mas tenho esse relógio aqui que era do seu avô. É um relógio da família, Mas posso lhe dar ele para que você tente vender.
Mas com uma condição!
O filho pergunta: - Qual?
O pai responde; - Não poderá vendê-lo por menos de 5 moedas de pratas, mesmo que te ofereçam 4 moedas não venda se não for pelas 5 moedas que te ordenei.

 E sem pensar duas vezes aquele garotinho sai com o relógio para tentar vendê-lo.
Ao ver um supermercado com muitos possíveis compradores o menino se dirige até lá. Mas todas as pessoas as quais ele oferecia diziam ;
- Olha menino, pelas condições desse relógio dou 3 moedas de prata você aceita?.
O menino lembrou da recomendação de seu pai e negou as ofertas. Mas ainda esperançoso ele continua a sua jornada para tentar o êxito na venda do relógio.

Quando ele avista muitas pessoas em uma praça pública, oferece a elas o relógio. E quando elas viram o relógio algumas até deram uma oferta mas a maioria ofereceu 2 moedas de prata e quando no muito 3 moedas.

Com o seu coração entristecido ele sai cabisbaixo em direção ao seu lar. Dizendo em seu coração; " Esse relógio  é tão bonito porque não consegui vende-lo.....".

Mas quando ele menos espera olha ao seu redor e percebe que está em frente a uma relojoaria, e mesmo sabendo que poderia ser mais uma decepção, adentra  ao local.
Ao chegar no balcão um senhor de boa aparência lhe atende com um singelo: - Olá garoto em que posso te ajudar?
O menino lhe responde: - Olá, estou tentando vender esse relógio aqui a pedido de meu pai, mas não sei ao certo quanto ele vale. Vi que o senhor conserta e trabalha com eles. Por acaso o senhor não gostaria de comprá-lo por 5 moedas de prata?
Depois de uma longa observação ao relógio o senhor lhe diz: você pode aguardar alguns minutos para que eu possa olhá-lo e avalia-lo melhor?.
Sim...! Responde o garoto.

Depois de algum tempo o  senhor relojoeiro volta com o relógio e diz ao menino:
- É  cinco moedas de prata que quer por esse relógio?
-Sim .... responde o menino!
Mas o senhor lhe responde;
 - Bom .... Não posso dar 5 moedas de prata por esse relógio sabe porque?
Esse relógio é uma "joia rara" menino. O que lhe ofereço por ele agora são 30 moedas de ouro você aceita?
Os olhos daquele menino rapidamente começam a brilhar de tanta alegria e empolgação ao ver quão valoroso era aquilo que ele tinha em suas mãos.


Moral da história

O relógio dessa história representa a minha e a sua vida!
É  irmã (ão) .... Na maioria das vezes eu e você nem sabemos o valor que temos e nos entristecemos.

Sabe quem são as pessoas do mercado?
São as pessoas que nós esperamos que vão nos valorizar. Mas ás  vezes são elas que mais nos desvalorizam.
E as pessoas da praça são diferente?
Não ..... As pessoas da praça representam também as pessoas que nos desvalorizam sem nos conhecer. Nos colocam lá em baixo com ofensas e humilhações.
Nós na maioria das vezes esperamos uma " avaliação" de pessoas que não nos conhecem, de alguém que nem se importa com o nosso interior.

Só Deus sabe o seu real valor!

O senhor relojoeiro não disse nada sem antes avaliar de perto o relógio.
Ele sim poderia avaliar corretamente, sem supervalorizar e nem o desvalorizar.

O  relojoeiro da história acima representa DEUS!
E só Deus pode e sabe  o valor que você tem. Pois ele te criou, te formou e sabe o quanto você vale.

Não espere a valorização de quem não te conhece e não sabe o quanto você é precioso (a).

Deus te ama muito e para ele você vale mais que o mundo inteiro.
Não se sinta menor que ninguém, pois se Deus diz que você vale é porque ele te estudou, gerou , avaliou e sabe o grande valor que existe em você......


Ouça esse lindo hino e veja o quanto você é especial!

 


Abraço!

Escrito Por: Paulo Diego Alves


Deixe seu comentário ele é muito importante!

10 comentários:

  1. Que linda história.
    Verdade, só Deus sabe de nosso valor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paz Vanderléia que bom que gostou da história.
      Obrigado pela visita .....abraço!

      Excluir
  2. Amém!Linda história trouxe-me ânimo na manha de hoje!Paz seja contigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Fernanda! Que bom que te animou a reflexão. Que a paz do Senhor esteja contigo também.
      Abraço!

      Excluir
  3. Respostas
    1. Obrigado pelo comentário e Elogio Adna!
      Seja bem vinda e volte sempre! Abraçooo.

      Excluir
  4. Linda mensagem!!!
    Olá!!!

    Passando para visitar o seu blog e para falar que eu estou te indicando o SELO PREMIAÇÃO BLOG, chamado The Cracking Chrispmouse Bloggywog Award.Ficarei muito feliz se você aceitar o Selo.Passa na Agenda dos Blogs e leia a postagem completa e pegue o seu selo. Bjsssss!!!!

    http://agendadosblogs.blogspot.com.br/2014/07/selo-premiacao-blog.html

    http://www.agendadosblogs.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Obrigada Magda Moreira pela indicação!
    Já retribui e comentei em seu blog.
    Abraço forte!

    ResponderExcluir
  6. Somente nosso Deus poderia nos achar especial.Obrigado Pai por todas suas bençãos.Essa reflexão nos mostra o quanto não sabemos de nosso valor perante tí.

    ResponderExcluir
  7. só faltou o relojoeiro falar porque o relógio custava 30 moedas de ouro,talvez o relógio não valesse tanto assim,mas o relojoeiro ficou com pena do garoto e resolveu pagar pelo relógio mais que ele valia

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário ele é muito importante para nós!
Sinta-se a vontade para elogiar, dar ideia de estudo ou falar algo sobre sua experiência em nossa página.

* Comentários ofensivos serão deletados.

Um grande abraço!

Att:Paulo Diego Alves

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Receba estudos em seu email