segunda-feira, 7 de abril de 2014

Faça o bem hoje, e colha-o amanhã.



Quando virá a recompensa do bem que nós fazemos?

"LANÇA o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás."  (Eclesiastes 11 : 1)


Paz do Senhor amados!

Nesse devocional estudaremos sobre porque devemos fazer o bem e quais as recompensas de nossas atitudes.
Quero deixar bem claro  que de uma coisa nós temos plena certeza. Tudo que fazemos o nosso Deus vê, e ele está em todos os lugares e sonda todos os corações (Salmos 139).

O texto base que lemos ali em cima "Lançai o pão sobre as águas",  refere-se a uma estratégia de agricultores  Egípcios que nos tempos de nossos antepassados era uma forma de semear. Quando vinha a época das chuvas eles lançavam a semente sobre as águas e elas eram levadas para longe e repousavam sob o solo numa extensão de terra distante e quando chegava o tempo de germinar, grande áreas estavam semeadas e quem fez o trabalho de espalhar as sementes foi a água da chuva. E essa era a maneira usada para semear.

Na nossa vida cristã é a mesma coisa. Devemos fazer o bem no tempo oportuno confiando que Deus vai nos abençoar da mesma maneira que ajudamos e abençoamos o nosso próximo.



Porque devemos amar o nosso próximo?


Fazer o bem é um mandamento: 
"E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes."  (Marcos 12 : 31)

E quem é o nosso próximo?  (Lucas  10 29 - 37) diz:


 Ele, porém, querendo justificar-se a si mesmo, disse a Jesus: E quem é o meu próximo?
  E, respondendo Jesus, disse: Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos salteadores, os quais o despojaram, e espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto.
  E, ocasionalmente descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e, vendo-o, passou de largo.
 E de igual modo também um levita, chegando àquele lugar, e, vendo-o, passou de largo.
Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão;
 E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem, e cuidou dele;
 E, partindo no outro dia, tirou dois dinheiros, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe: Cuida dele; e tudo o que de mais gastares eu to pagarei quando voltar.
  Qual, pois, destes três te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores?
 E ele disse: O que usou de misericórdia para com ele. Disse, pois, Jesus: Vai, e faze da mesma maneira.

Observou o que Jesus nos ensina nessa parábola?
O próximo que devemos ajudar não são somente as pessoas que conhecemos, ou alguém de nossa família. Jesus nos ensina que assim como ele nos amou sem ainda me conhecer, se entregou lá na cruz somente por amor. Mas imagine que ele fez tudo isso sem conhecer você que viria a nascer aproximadamente 2000 anos depois dele.

- Nosso próximo é aqueles necessitados ao nosso redor.
- Como podemos dizer que amamos a Deus o qual não vemos, e não amamos nosso irmão ao qual nós vemos? :

Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus.
Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor.
Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos.
Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados.
Amados, se Deus assim nos amou, também nòs devemos amar uns aos outros.
Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor.

1 João 4:7-12.

Vantagens para aquele que planta o bem.

Jesus nos pergunta em uma passagem bíblica assim: " que vantagem teremos quando fizermos o bem somente para nosso amigos, família e conhecidos?. Fazendo assim sabemos que eles de alguma maneira ou em algum tempo podem nos recompensar por isso, mas eis que já receberemos aqui na terra nosso galardão.
Mas se fizermos o bem para o necessitados, mendigos e pessoas carentes.Receberemos um grande galardão no céu.

Temos muitos exemplos na bíblia de pessoas que não tinham absolutamente nada para ajudar mas mesmo na sua escassez fizeram algo pelo seu próximo e foram abençoados.

Viúva de Sarepta: "Então ele se levantou, e foi a Sarepta; e, chegando à porta da cidade, eis que estava ali uma mulher viúva apanhando lenha; e ele a chamou, e lhe disse: Traze-me, peço-te, num vaso um pouco de água que beba."  (I Reis 17 : 10)

Ela deu somente o que tinha que era um copo de água. Qual o resultado disso? ( 1 Reis 17 :1-16)

Porque assim diz o SENHOR Deus de Israel: A farinha da panela não se acabará, e o azeite da botija não faltará até ao dia em que o SENHOR dê chuva sobre a terra.
  E ela foi e fez conforme a palavra de Elias; e assim comeu ela, e ele, e a sua casa muitos dias.
 Da panela a farinha não se acabou, e da botija o azeite não faltou; conforme a palavra do SENHOR, que ele falara pelo ministério de Elias.

Ela recebeu provisão de Deus e se continuarmos lendo a história veremos que Deus deu vida nova pro filho dela e creio que muitas outras benção essa viúva recebeu.


Bom queridos acho que nos dias em que vivemos, muitos tem se esquecidos de olhar para o seu próximo.
Muitas vezes vemos alguém precisando de algo e não fazemos nada.
Mas é tempo de mudarmos de atitudes e lançarmos o bem hoje para colhermos ele amanhã.
Creia que Deus tem benção pra você e assim como viu a necessidade da viúva de Sarepta ele vê a sua também.

Que Deus te abençoe muito!


Escrito por : Missionário Paulinho



0 comentários:

Deixe seu comentário ele é muito importante para nós!
Sinta-se a vontade para elogiar, dar ideia de estudo ou falar algo sobre sua experiência em nossa página.

* Comentários ofensivos serão deletados.

Um grande abraço!

Att:Paulo Diego Alves

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Receba estudos em seu email